Secretário do Meio Ambiente vem à MS entregar caminhões para coleta seletiva

O secretário nacional de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França, chega hoje (13) a Campo Grande e visita também os municípios de Costa Rica e Jardim. Na Capital, ele irá até um dos drive-thru para coleta de eletrônicos e eletrodomésticos e no interior fará a entrega de caminhões e outros equipamentos para coleta de resíduos, do Programa Lixão Zero.

O drive do CAC (Central de Atendimento ao Cidadão), que receberá o secretário, é um dos quatro pontos de coleta de eletrônicos e eletrodomésticos, que funcionam desde ontem (12) até sexta-feira (15). A ação faz parte de campanha da Abree (Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos), apoiada pela prefeitura.

Em Costa Rica, a 305 quilômetros da Capital, o secretário irá até a Usina de Triagem/Aterro Sanitário, na rodovia MS-316. Serão entregues oito veículos, sendo um caminhão compactador, um caminhão basculante, um caminhão gaiola, um caminhão pipa, um rolo compactador, uma pá carregadeira, um trator de esteira e uma pá carregadeira compacta (Bobcat).

O município também receberá dez equipamentos para central de triagem, sendo uma moega para recepção; um triturador de vidros; duas prensas hidráulicas verticais; uma prensa hidráulica horizontal, um triturador de orgânicos, um empilhadeira elétrica, duas esteiras transportadoras e uma esteira de elevação. O investimento total é de R$ 4.018.059,09, sendo R$ 3.857.860,28 de repasse do Governo Federal.

Em Jardim, a 233 quilômetros de Campo Grande, as entregas totalizam R$ 1.017.502,05, sendo R$ 1.012.414,00 de repasse do Governo Federal.

Serão entregues um caminhão compactador, um caminhão toco para coleta seletiva e seis equipamentos para central de triagem, sendo um triturador de vidro, uma prensa hidráulica, uma compactadora enfardadora, uma esteira de triagem e duas balanças.

A prefeita de Jardim, Clediane Areco Matzenbacher (MDB), vai aproveitar a vinda do secretário para entregar ofício solicitando recursos.

“Vamos pedir repasse para readequar uma Unidade de Tratamento de Resíduos, próximo ao aterro sanitário, porque já temos muitos equipamentos, mas precisamos ainda da estrutura, que deve custar em torno de R$ 400 mil para construir”, detalhou a prefeita.

 

O programa Lixão Zero, faz parte da Política Nacional de Resíduos Sólidos e do Novo Marco Legal do Saneamento. Acompanham a agenda de França, o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, e o diretor-presidente do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), André Borges.

 

 

fonte: CONTEUDO MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *