MS cobra do MRE posicionamento quanto a decisão do Paraguai de suspender licitação de ponte

Com o anúncio, do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, que suspenderá a licitação da ponte que será construída na cidade de Carmelo Peralta com ligação a Porto Murtinho, sobre o Rio Paraguai, o governo do Estado de Mato Grosso do Sul, ascendeu a luz de alerta.

Jaime Verruck, secretário da Semagro, explicou que o adiamento da licitação ocorreu para que o dinheiro, cerca de US $ 30 milhões, que corresponde a uma parte dos recursos destinados a construção da ponte, seja redirecionado para compra de remédios e insumos por conta da Covid-19.

Segundo o secretário, na avaliação do Governo Sul-mato-grossense, essa deveria ser uma decisão conjunta, e por isso cabe uma reunião extraordinária da Comissão.

O governador Reinaldo Azambuja, já teria inclusive, entrado em contato com o Ministério das Relações Exteriores, pedindo um posicionamento.

Uma outra grande preocupação seria com a reposição desses US$ 30 milhões.

Porém, o titular da Semagro, tranquiliza quanto ao andamento do projeto, de importância internacional.

A Rota Bioceânica, que integra os países do Chile, Argentina, Paraguai e Brasil, liga o Oceano Pacífico ao Oceano Atlântico e também passará por Mato Grosso do Sul, no trecho Porto Murtinho-Campo Grande.

Fonte: Conteúdo ms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *