Senadora Soraya Thronicke destina R$ 250 mil para a Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande

A senadora Soraya Thronicke (PSL/MS) destinou, com emenda ao Orçamento Geral da União deste ano, R$ 250 mil para reforma e custeio da Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande. “Primeira a funcionar no Brasil, a Casa da Mulher Brasileira da Capital já é considerada uma referência nacional por oferecer todos os serviços essenciais às mulheres vítimas de violência. Por isso, faço questão de contribuir com o pleno funcionamento desse importante espaço de atendimento às mulheres”, declarou.

Soraya Thronicke destaca que, somente no período de 1° a 30 de abril deste ano, a Casa da Mulher Brasileira na Capital fez mais de 12,9 mil atendimentos e encaminhamentos de mulheres. “Apenas no setor psicossocial, foram 1.484 atendimentos e, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, foram outros 2.895. Esses dados demonstram a necessidade desse espaço para atender as mulheres campo-grandenses, que são vítimas de algum tipo de violência, o que se agravou em razão da quarentena imposta pela pandemia da Covid-19”, lembrou.

Para a subsecretária municipal de Políticas para a Mulher de Campo Grande, Carla Charbel Stephanini, que é a responsável pela gestão da Casa da Mulher Brasileira na Capital, os R$ 250 mil serão utilizados para a reforma, manutenção e custeio da sede localizada na Rua Brasília, no Jardim Imá. “É com muita satisfação que recebemos essa notícia de que a senadora Soraya Thronicke destinou essa emenda para a Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande. Quero agradecer essa lembrança da senadora e informar que vamos utilizar o recurso para fortalecer o trabalho de enfrentamento à violência contra as mulheres no município. Esse dinheiro é muito importante para a Casa da Mulher Brasileira”, afirmou.

A superintendente da Casa da Mulher Brasileira da Capital, Tai Loschi, acrescenta que o local oferece um atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência doméstica. “A instituição, gerida pela Prefeitura, em parceria com Governo Federal e Governo do Estado, foi a primeira do Brasil a ser implementada e é referência nacional não só pela diversidade dos serviços oferecidos, mas também pela qualidade no atendimento às mulheres vítimas de violência”, pontuou.

Atualmente, integra no mesmo espaço os seguintes serviços: recepção, acolhimento e triagem, apoio psicossocial, Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), Juizado da 3ª Vara, Promotoria, Defensoria Pública, Serviço de Promoção de Autonomia Econômica, espaço de cuidado das crianças – brinquedoteca, Alojamento de Passagem, Central de Transportes, Patrulha Maria da Penha, Programa Mulher Segura do Estado (PROMUSE) e Serviço Psicossocial Continuado (CONTE).​

 

Assessoria de Imprensa Senadora Soraya Thronicke

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *