Restauração de rodovias melhora logística para escoamento da produção agrícola

Município

Desde 2015, Amambai recebeu investimentos mais de R$ 55 milhões em obras e infraestrutura do Governo de Mato Grosso do Sul. Entre as mais emblemáticas está a restauração da MS-156, transformando a rodovia esburacada em uma pista segura para produtores, caminhoneiros e moradores da região.

A MS-156 é uma ligação de importantes regiões agrícolas produtoras de soja, milho e cana-de-açúcar. Em um investimento de R$ 57,283 milhões, o governo restaurou a rodovia entre Amambai e Caarapó. Pela pista passam mais de mil veículos por dia, 40% deles veículos de carga.

“Não tinha estrada. Tinha asfalto e um monte de buraco. Eram dois, três jogos de pneus e mola que tínhamos que trocar toda hora. Era um perigo constante. Sofremos uns dois anos. Tinham uns buracos fundos. Melhor seria estrada de chão”, contou o produtor rural Olavo Trindade Caneppele em 2018, quando a recuperação da rodovia foi entregue.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Caarapó, Antônio Humberto Maran, o trajeto que era feito em uma hora e meia hoje é completado em 45 minutos. Antes, para fugir da buraqueira, vários produtores da região Sul do Estado faziam um desvio por Ponta Porã, acrescentando 70 quilômetros à viagem.

Outra rodovia restaurada foi a MS-289, entre Amambai e Coronel Sapucaia, com 39,7 quilômetros de extensão e um investimento de R$ 21,719 milhões. Estradas vicinais também foram recuperadas e Amambai recebeu sete pontes de concreto no período.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que os investimentos facilitam o escoamento da produção. “O grande desafio é da porteira pra fora. Da porteira pra dentro, ninguém supera o produtor brasileiro, que bate recordes de produtividade, gera empregos e movimenta a economia. É por isso que investimos na construção e recuperação de rodovias, em estradas vicinais e em pontes de concreto”, afirmou.

A administração estadual fez ainda investimentos dentro da área urbana de Amambai. Diversas ruas receberam asfalto, drenagem ou tiveram a pavimentação restaurada. O sistema de esgotamento sanitário recebeu 80.052 metros de rede coletora e 4.031 ligações domiciliares e seis estações elevatórias.

A Agência Estadual de Habitação (Agehab) entregou 157 unidades habitacionais e 68 lotes urbanizados no município, realizando o sonho de 225 famílias em Amambai.

Paulo Fernandes, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro e Daniel Túlio Munes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *