Planalto pagou por vacina indiana valor 1.000% maior que preço ofertado

As vacinas indianas, adquiridas pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido), foram pagas por um valor 1.000% maior do que o ofertado pelo próprio fabricante. As dados foram retirados de documentos do Ministério das Relações Exteriores e as informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Em agosto do ano passado, telegramas sigilosos da embaixada brasileira em Nova Délhi informavam que o imunizante – produzido pela farmacêutica Bharat Biotech – custava 100 rúpias por dose, ou U$ 1,34. Meses depois, em dezembro de 2020, outro comunicado diplomático alegava que o imunizante indiano “custaria menos do que uma garrafa de água”.

A compra foi sacramentada em fevereiro deste ano e o Ministério da Saúde pagou U$ 15 – ou R$ 80,70 – por unidade de vacina. A mais cara de todas as seis vacinas adquiridas até o momento pelo governo brasileiro.

 

Todo o período de negociação durou três meses. O presidente Jair Bolsonaro emitiu uma ordem direta para a aquisição das vacinas indianas. Em comparação, as negociações com a Pfizer levaram mais de dez meses e o preço não se alterou – um custo de U$ 10 por dose do imunizante.

Fonte: conteudo ms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *