PF apura se Ministério da Justiça tentou interferir na extradição de Allan dos Santos

A Polícia Federal investiga se o Ministério da Justiça tentou interferir no processo de extradição do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, determinada pelo juiz Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal). As informações são do g1.

Allan é investigado no STF em dois inquéritos: o de divulgação de fake news e ataques a integrantes da Corte, e sobre a existência de uma milícia digital que atenta contra a democracia e as instituições.

A PF vai investigar se a delegada federal Silvia Amélia Fonseca de Oliveira foi exonerada do cargo na Secretaria Nacional de Justiça (Senajus) por ter cumprido a determinação judicial de dar andamento ao pedido de extradição do blogueiro.

Ainda de acordo com o g1, o atual secretário nacional de Justiça é Vicente Santini, amigo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Allan deixou o Brasil e foi morar nos Estados Unidos em agosto de 2020, com permissão para permanecer até fevereiro de 2021. O filho 03 do presidente, o deputado estadual Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), teria ajudado o blogueiro e sua família a viabilizarem documentos na Polícia Federal, para que pudessem viajar às pressas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *