Capital pode ficar sem ônibus de novo

A assembleia realizada pelos motoristas do transporte coletivo de Campo Grande, pegou os moradores da capital de surpresa na manhã desta segunda-feira (20), sem circular até as 7:00, a categoria afirmou que uma greve ainda pode acontecer.

A principal reivindicação, que motivou a assembleia de hoje, foi a lei 6.481, sancionada pelo prefeito Marquinhos Trad, que trata da alteração dos itens do Sistema Municipal de Transporte e permite também, a aplicação de multa por eventual descumprimento de regras pelo Consórcio Guaicurus.

Em conversa com o JD1, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo (STTCU), Demétrio Freitas, revelou que até o momento a categoria não recebeu nenhum comunicado da prefeitura e afirmou que caso algum motorista seja multado por conta da lei 6.481, os motoristas entrarão em greve.

“Se caso o prefeito não rever isso aí (lei 6.481) e começar a aplicar as multas, a primeira multa que chegar aqui, aí sim nós vamos fazer uma paralisação, aí sim vai ser uma greve”, informou Demétrio.

O presidente do STTCU revelou ainda que na assembleia realizada hoje, já foi obtida uma autorização para que greve ocorra, caso necessário. Ele ainda disse que se a greve acontecer, a população será avisada com antecedência.

Nota do Consórcio Guaicurus

Em nota, o Consórcio Guaicurus, responsável pelo transporte coletivo de Campo Grande, revelou também ter sido surpreendido com a assembleia.

“Assim como os usuários, a direção das empresas também foi surpreendida com a paralisação, cuja realização teria de ser comunicada com a antecedência mínima exigida por lei”, diz a nota.

Ainda na nota a empresa revela que o setor jurídico está analisando a situação e medidas serão tomadas, “o departamento jurídico do Consórcio Guaicurus já está analisando a situação com a finalidade de definir as medidas administrativas e judiciais que serão tomadas por conta da paralisação, responsabilizando os responsáveis pela iniciativa”.

fonte: JD1

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *