Reitor preso por desvios no Rio diz que doou para campanha de Flávio Bolsonaro

O reitor da Universidade Iguaçu (Unig), José Carlos de Melo, disse que doou para a campanha de Flávio Bolsonaro ao Senado em 2018.

Melo foi preso na operação que afastou o governador Wilson Witzel do Palácio Guanabara, devido a um suposto esquema de desvio de verba pública. As informações são da coluna de Guilherme Amado, da Época.

Afastado da gestão da Unig, Melo disse que o dinheiro foi doado para quitar dívidas da campanha de Flávio Bolsonaro .

O pedido teria sido realizado por Leonardo Rodrigues, segundo suplente de Flávio e atual secretário de Ciência e Tecnologia no Rio de Janeiro.

No entanto, na prestação de contas de Flávio Bolsonaro não consta doações feitas pela Unig nem em nome de José Carlos de Melo.

Conteúdo ms

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *