Fabricar ração na propriedade diminui em 50% o custo da avicultura

O gasto com ração representa cerca de 70% dos custos de produção da avicultura. Para ajudar o criador a diminuir o impacto no bolso, o Sindicato Rural de Campos de Júlio (MT), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do estado (Senar-MT), está fornecendo um curso básico com receitas e técnicas para fabricar ração na propriedade. Segundo as entidades, isso pode levar à economia de 50%.

A zootecnista Laila Amorim afirma que apesar de o corte de gastos chamar atenção, o produtor não pode simplesmente sair misturando as matérias-primas (milho, soja, vitaminas, minerais e aminoácidos). É preciso, antes de tudo, saber a formulação ideal para cada ave, já que características como idade e sexo pedem combinações específicas.

Além disso, segundo Laila, é preciso fazer um manejo correto, de acordo com o peso vivo do animal, na hora de alimentar os animais diariamente.

Relatos do curso

De acordo com o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Albenízio Alves de Souza, além da redução de gasto com as rações, ainda é possível aliar a avicultura com outra fonte de renda: a horticultura. “A cama do frango é um adubo fortíssimo. Se o produtor souber aproveitá-la, é possível ter duas fontes de renda”.

Há mais de um ano no ramo, a carioca Maria Rodrigues de Araújo trocou a terra natal pelo interior mato-grossense. O conhecimento servirá para alavancar a produção de ovos caipiras. “A gente estava fazendo tudo errado e acredito que vá melhorar muito depois do curso”, diz.

José Pereira, também começou a investir na avicultura no ano passado e está empreendendo aos poucos. “Já tenho a instalação pronta, mas não tinha conhecimento técnico. Agora vou seguir o caminho certo”.

Fonte: CanalRural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *