Bolsa família na conta e carrões na garagem: fraudes sem fim

21.05.2020

Bolsa família na conta e carrões na garagem: fraudes sem fim
Beneficiários do programa Bolsa Família com carro de luxo na garagem, renda familiar de até R$ 7 mil, casa de sete cômodos e acúmulo do benefício com aposentadoria de R$ 3 mil, pensão de R$ 2 mil ou emprego na prefeitura municipal. Centenas dessas fraudes foram apuradas por auditorias da Controladoria Geral da União (CGU) realizadas no ano passado. Os benefícios pagos mediante fraude permitiriam o atendimento de pessoas que estão na fila para ingressar no programa.

O cruzamento de bases de dados oficiais identificou famílias com renda superior ao limite para ingresso no programa. Em Barra dos Coqueiros (SE), vizinha a Aracaju, a mãe da titular recebe o Bolsa Família de amparo social ao idoso, no valor de R$ 998. A avó materna, residente no mesmo endereço, recebe aposentadoria de R$ 3,7 mil e pensão por morte de R$ 2,6 mil. Para justificar saques ocorridos na sua conta fora do município, foi alegada a necessidade de viagens ao Rio de Janeiro. A renda familiar chega a R$ 7,4 mil.

Nesta coluna eu mostro mais absurdos identificados. Clique no link para ler:

Quero ver outras casos de “cidadãos” que fraudaram o Bolsa Família

“A CGU também identificou vários casos de famílias beneficiárias do programa compostas por servidores de prefeituras com renda per capita familiar superior à estabelecida. Os auditores identificaram 61 servidores da Prefeitura de Tomar do Geru/SE como beneficiários do Bolsa Família em fevereiro de 2019.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *