Pentecoste segundo a Bíblia, será celebrado a partir do pôr do sol desta quinta-feira (28)

Atualmente, muitas religiões cristãs se autodenominam pentecostais, isso representa um entendimento de que um grupo de membros de tal organização religiosa possui o dom sobrenatural de interpretar e falar idiomas não estudados conscientemente.

O termo tem origem na Festa de Pentecostes, termo grego para se referir a festa das semanas, que ocorre 50 dias após o shabat de Pessach (Sábado de Páscoa), o nome shabat, não se refere somente ao sábado do sétimo dia, mas a todo sábado, dia que Deus, segundo a Bíblia, orienta para que todo que nele crê separe para repouso.

A Festa das Semanas (Pentecoste ou Pentecostes) tem origem após a libertação do povo de Israel da escravidão no Egito, 400 anos, após o fato ter sido prometido ao patriarca Abraão, um ancestral de todo o povo de Israel que segundo a Bíblia, viveu em comunhão com Deus, a ponto de ser chamado de amigo de Deus (Isaías 41:8)

Exatamente 50 dias após a libertação dos Israelitas com a passagem de um espírito de Yhwh (o Deus de Israel) julgando os egípcios e levando a morte de todo primogênito de família não crente, Yhwh, o Deus de Israel, teria falado com todo o povo, cerca de 2 milhões de pessoas e ditado seus principais mandamentos.

O texto com a fala do Deus do céu é registrado em Êxodo 20:1-17, e consiste basicamente em ordenar ao homem o amor soberano a Deus e ao próximo, estabelecendo regras como adoração exclusiva à Yhwh, proibição de trabalho no shabat, proibição de adoração a imagens de escultura, honra aos pais, além da proibição do homicídio, adultério, furto, mentira em juízo e cobiça as coisas alheia.

Cerca de treze séculos após a libertação dos Israelitas, após a morte e ressurreição de Yeshua (Jesus), o Messias segundo as Escrituras Gregas da Bíblia, ao contrário da maioria dos professos cristãos da atualidade, que praticamente ignoram a data de pentecostes, inclusive aqueles de denominações que se classificam como pentecostais, os discípulos de Yeshua (Jesus) celebravam a Festa das Semanas (Penteocostes), como era costume e recebiam judeus de diversas partes do mundo, muitos, inclusive, que não mais falavam o idioma hebraico.

Foi neste tempo que Kefa (Pedro) e seus amigos receberam após sentirem um vento vindo do céu, o dom de falar nos idiomas nativos das pessoas que não falavam hebraico, mas estavam presentes para a celebração daquele shabat. Os seguidores de Yeshua (Jesus) se dirigiram aquelas pessoas e no idioma nativo de cada um, contou-lhes sobre a vida e missão do Messias, como ele fora morto pelos religiosos e políticos da região, mas teria ressuscitado e sido translado para o céu, habitando com o Deus Altíssimo, de onde um dia, virá para julgar toda humanidade.

Vendo o incrível milagre, cerca de 3000 pessoas se batizaram durante a festa e declararam crer que Yeshua (Jesus) era o Ha Masshiach (Messias) enviado por Deus para salvar toda humanidade.

Segundo o calendário da Bíblia e registros escritos em Levítico 23, a Festa das Semanas (Pentecoste) ocorre entre o pôr do sol desta quinta-feira e pôr do sol da próxima sexta-feira, onde se inicia o shabat do sétimo dia. Em Concílio, a Igreja Católica Romana alterou a data de celebração do Pentecoste para o domingo imediato ao shabat de Pentecoste segundo a Bíblia e por tanto, os católicos celebrarão o Pentecoste no próximo domingo.

Em respeito ao Pentecoste e ao shabat de sétimo dia, como é tradição, o Líder News não será atualizado entre o pôr do sol desta quinta-feira (28) e o pôr do sol do próximo sábado, no Brasil.

Este editorial deseja a todos um feliz dia de Pentecostes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *