Da Itália, Carol vê esperança em Campo Grande contra o coronavírus

Ana Carolina é campo-grandense mas mora há 9 meses em Florença, na Itália. (Foto: Arquivo Pessoal)

Ana Carolina é campo-grandense mas mora há 9 meses em Florença, na Itália. (Foto: Arquivo Pessoal)
A publicitária campo-grandense Ana Carolina Belmonte Câmara chegou há pouco mais de nove meses na cidade italiana de Florença e já precisou se isolar em um apartamento por causa da pandemia de coronavírus. A Itália é o país com maior número de mortes pela COVID-19 e passa por um rigoroso isolamento social, segundo ela, desde o dia 9 de março.

“Não é fácil passar por uma quarentena em um país que não é o seu. Eu nunca tinha passado por nada parecido. Todos os dias assistimos na televisão os líderes de estado se pronunciando… A feição deles é de cansaço! O exército vai começar a lavar as ruas nos próximos dias, para tentar desinfectar. Eu acredito que Campo Grande vai ser um grande exemplo pro Brasil por todas as medias que está tomando”.

Ana comenta no podcast de hoje como é a realidade de um país que adotou um certificado de teste negativo para a COVID-19 como documento pessoal, o desrespeito ao decreto de medidas de quarentena como tentativa de homicídio e rádios que tocam músicas ao meio-dia em homenagem às famílias que não podem velar seus mortos.

– CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *