Mulher é executada a tiros em fronteira marcada pela guerra do crime

Morte ocorreu nesta quarta-feira em Ponta Porã; são cinco assassinatos em cidades gêmeas da fronteira em menos de dez dias

Mulher de 48 anos de idade foi executada a tiros nesta quarta-feira em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Marlene Rosa de Souza Zaffe, 48, foi morta em casa com cinco tiros de pistola calibre 9 milímetros, na Vila Maria Auxiliadora. A nora dela também estava na casa no momento em que o pistoleiro invadiu o local e matou a mulher.

Ainda não há pistas do matador, mas em declarações aos policiais que estão no local os filhos dela acusaram os vizinhos. Boletins de ocorrência foram registrados nos últimos tempos na polícia envolvendo brigas de Marlene com vizinhos. Dois processos por injúria tendo Marlene como autora estão em andamento no Fórum da cidade.

Marlene Zaffe é a quinta pessoa executada em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero em menos de dez dias. As outras mortes ocorreram na semana passada, sendo três no lado paraguaio da fronteira.

Com o crime organizado em guerra pelo controle do tráfico na região, a fronteira conta os corpos. Números não oficiais apontam para uma centena de mortes só do lado paraguaio em 2019.

 

Fonte: Campo Grande News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *