Parceria entre Agepen e Associação Central das Igrejas Batistas de MS visa levar qualificação profissional a reeducandas da capital

 

Campo Grande (MS) – Com o objetivo de capacitar a mão de obra prisional, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) firmou mais uma parceria. Desta vez, conta com o apoio da Associação Central das Igrejas Batistas de Mato Grosso do Sul (ACIBAMS). O termo de cooperação mútua foi divulgado, nesta quarta-feira (21/08), no Diário Oficial do Estado.

A proposta inicial é oferecer qualificação profissional às reeducandas do Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” (EPFIIZ). Com início em setembro, os cursos a serem ofertados são conservação e limpeza; balconista em farmácia; e atendimento e recepção.

As capacitações terão carga horária de 30 horas/aula cada, e a previsão é qualificar, ao todo, 90 reeducandas. A entrega da certificação às alunas será realizada no mês de dezembro. O Termo de Cooperação Técnica foi assinado entre o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, e o presidente da ACIBAMS, pastor Josiel Caramallac.

“A nossa intenção é cooperar para que as internas possam ser reinseridas na sociedade de forma completa, e encontramos na capacitação da mão de obra a melhor forma para colaborar, de forma que consigam um trabalho digno”, afirmou Josiel.

Presente no encontro, o responsável pela Escola do Trabalhador, pastor Wellington Santos, explicou que a instituição ficará responsável pela ministração das aulas e capacitação dos colaboradores, que estarão como voluntários em parceria com a ACIBAMS, no oferecimento dos cursos. “Um dos maiores problemas hoje no mercado profissional do país é a falta de mão de obra qualificada, então a nossa ideia é proporcionar oportunidade de capacitação a essas mulheres em situação de prisão”, disse Wellington, ressaltando que a parceria foi firmada em celebração ao Dia do Batista Sul-matogrossense, comemorado no dia 20 de agosto, e agora completa 108 anos.

Posteriormente, a intenção é estender essa iniciativa ao Patronato Penitenciário de Campo Grande, de forma a atender os egressos e reeducandos que estão em livramento condicional.

Para o diretor-presidente da Agepen, o oferecimento de qualificação profissional aos apenados é uma ferramenta essencial que contribui para a não reincidência no crime. “As capacitações incentivam a mudança de comportamento e novos valores, o que aumenta a possibilidade de reinserção no mercado de trabalho, representando uma vida digna para o reeducando e sua família”, destacou.

Também participaram do encontro, a diretora de Assistência Penitenciária da Agepen, Elaine Arima Xavier Castro; a chefe da Divisão de Educação, Rita de Cássia de Souza Argolo Fonseca; a missionária Izabel; e o pastor Eber Monteiro.

Fonte:  Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *