Marcos Pontes anuncia militar para comandar o Inpe interinamente

Darcton Policarpo Damião vai substituir Ricardo Galvão, demitido na sexta-feira

BRASÍLIA – O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes ,  escolheu  Darcton Policarpo Damião  para dirigir “interinamente” o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(Inpe) , responsável pelo monitoramento e divulgação de dados do  desmatamento  no país.  Ele irá substituir Ricardo Galvão , demitido na sexta-feira.

Marcos Pontes disse que vinha avaliando currículos e que o próximo diretor do Inpe seria alguém com experiência prévia em desmatamento e conhecimento em gestão.

Fontes próximas ao ministro afirmaram que o fato de ser militar não foi preponderante para a decisão.

De acordo com seu currículo na Plataforma Lattes, Darcton tem doutorado em desenvolvimento sustentável pela Universidade de Brasília. Sua tese de doutorado foi sobre desmatamento na Amazônia. Ainda de acordo com seu currículo, ele possui mestrado em sensoriamento remoto pelo próprio Inpe.

Em um vídeo divulgado em redes sociais, Pontes diz que a Darcton deverá ficar no cargo de forma interina até que uma comissão seja montada e elabore uma lista tríplice. Será com base nessa lista que o diretor definitivo do órgão será escolhido.

– Ele é uma pessoa de confiança, logicamente. E uma pessoa com uma capacidade de gestão já demonstrada pelos cargos que exerceu e, portanto, será um ótimo diretor interino para dar continuidade nesse trabalho – afirmou Marcos Pontes

controvérsia em torno da demissão de Ricardo Galvão começou depois que integrantes do governo Bolsonaro, entre eles o próprio presidente, passaram a criticar a divulgação de dados sobre desmatamento feita pelo instituto, que, entre outras coisas, monitora o desmatamento na Amazônia.

De acordo com seu currículo na Plataforma Lattes, Darcton tem doutorado em desenvolvimento sustentável pela Universidade de Brasília. Sua tese de doutorado foi sobre desmatamento na Amazônia. Ainda de acordo com seu currículo, ele possui mestrado em sensoriamento remoto pelo próprio Inpe.

Em um vídeo divulgado em redes sociais, Pontes diz que a Darcton deverá ficar no cargo de forma interina até que uma comissão seja montada e elabore uma lista tríplice. Será com base nessa lista que o diretor definitivo do órgão será escolhido.

– Ele é uma pessoa de confiança, logicamente. E uma pessoa com uma capacidade de gestão já demonstrada pelos cargos que exerceu e, portanto, será um ótimo diretor interino para dar continuidade nesse trabalho – afirmou Marcos Pontes

controvérsia em torno da demissão de Ricardo Galvão começou depois que integrantes do governo Bolsonaro, entre eles o próprio presidente, passaram a criticar a divulgação de dados sobre desmatamento feita pelo instituto, que, entre outras coisas, monitora o desmatamento na Amazônia.

LEIA: Ambientalistas criticam exoneração de diretor do Inpe

Após as críticas, Galvão deu uma entrevista dizendo que Bolsonaro teria tido uma atitude “pusilânime” ao colocar em xeque o trabalho do órgão.Na semana passada, após reunião entre Pontes e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a saída de Ricardo Galvão foi anunciada.

A exoneração de Galvão foi criticada por ambientalistas de organizações como o Greenpeace e do Observatório do Clima.

Leia a nota na íntegra :

“O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC informa que, nesta 2. feira (05), o Dr. Darcton Policarpo Damião foi escolhido para substituir interinamente o Sr. Ricardo Galvão na diretoria do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Darcton Policarpo Damião possui um currículo extenso com graduação em Ciências Aeronáuticas na Academia da Força Aérea – AFA, MBA em Gestão Empreendedora pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA, mestrado em Sensoriamento Remoto pelo INPE, doutorado em Desenvolvimento Sustentável na Universidade de Brasília – UnB dentre outros cursos.”

fonte  : https://oglobo.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *