Só com reformas Brasil conseguirá destravar novo pacto federativo, avalia Reinaldo Azambuja

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja participou, nesta quarta-feira, dia 08,  do café da manhã oferecido pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em sua residência oficial, com a presença do presidente da República Jair Bolsonaro, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e líderes do Senado, além dos 21 governadores e quatro vices-governadores.

Após o encontro Reinaldo falou sobre as demandas levadas ao Presidente da República, dentre elas a necessidade de conhecer os detalhes do Plano Mansueto.

Reinaldo ressaltou porém, que a maior urgência é a reforma da Previdência.

Segundo Reinaldo Azambuja, governadores se comprometeram a buscar apoio das bancadas federais para a aprovação da reforma da previdência.

Jair Bolsonaro recebeu dos governadores o documento com seis itens considerados emergenciais para o novo pacto federativo e disse que o minsitro Onyx Lorenzoni já “costura” formas de atender a equação.

Fazem parte da pauta única apresentada a manutenção do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização do Profissional de Educação); Lei Kandir; securitização de dívidas, Plano Mansuetto (de socorro financeiro aos estados), cessão onerosa dos recursos do petróleo e do pré-sal; e PEC 51.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *