Brasil e Chile reforçam compromisso para viabilizar Corredor Bioceânico passando por MS

Campo Grande (MS) – Em visita oficial ao Chile, encerrada em 23 de março, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma declaração conjunta com o presidente chileno, Sebastián Piñera, na qual reafirmam o compromisso dos dois países com a construção do Corredor que irá unir o Centro-Oeste do Brasil com os portos do Norte do Chile, passando pela ponte a ser construída entre o município sul-mato-grossense de Porto Murtinho e a cidade paraguaia de Carmelo Peralta, seguindo pelo Chaco paraguaio e o noroeste argentino.

Na declaração, os presidentes reconhecem os avanços registrados na implementação do projeto e os benefícios que essa iniciativa trará às populações, comunidades, cidades, estados, províncias e regiões que atravessa. O presidente chileno saudou a decisão do Brasil e do Paraguai de conferir prioridade à construção da ponte entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, obra fundamental para o projeto do Corredor.

“Nós aguardávamos com ansiedade esse posicionamento do governo chileno com relação ao corredor rodoviário que irá passar por Porto Murtinho. O compromisso para viabilizar essa rota, reafirmado pelos dois governos, é fundamental para o Mato Grosso do Sul, pois ocorre no momento em que foram iniciados os trabalhos entre o Brasil e a Itaipu-Paraguai, com a definição do local onde será construída a ponte sobre o Rio Paraguai”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Ainda segundo a declaração assinada pelos presidentes Jair Bolsonaro e Sebastián Piñera, Brasil e Chile comprometem-se a impulsionar o aperfeiçoamento da integração econômica, com vistas a estabelecer uma área de livre comércio de nova geração entre os Estados-partes do Mercosul e os países-membros da Aliança do Pacífico, e celebram o marco da conclusão, em primeiro de janeiro de 2019, do cronograma de liberalização dos acordos comerciais assinados pelo Mercosul com seus Estados associados. “Para se viabilizar como alternativa competitiva para o escoamento de produtos é necessária essa integração para dar celeridade e segurança nos trâmites alfandegários”, afirmou o titular da Semagro.

Obra da ponte começa em fevereiro de 2020

A construção da ponte que irá ligar Porto Murtinho ao município paraguaio de Carmelo Peralta será iniciada em fevereiro de 2020, conforme em 19 de março, após visita técnica ao ponto do rio Paraguai, onde será feita a obra. Na oportunidade, o secretário Jaime Verruck afirmou que essa “é um grande passo para a estruturação logística e a integração econômica de Mato Grosso do Sul e torna realidade o sonho de muitas pessoas que pensaram e discutiram a concretização de uma rota bioceânica”.

A ponte concretiza o projeto da Rota de Integração Latino-Americana (RILA). “Nossos esforços serão concentrados para concluir todos os projetos e trâmites burocráticos em 12 meses, de modo que a obra seja iniciada”, concluiu o secretário. Segundo a diretoria da Itaipu no Paraguai, a pretensão é inaugurar a ponte em agosto de 2023.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *