PSDB indica Paulo Corrêa para a presidência da Assembleia em 2019

Deputado foi escolhido para disputar o comando da Casa por maioria; “tradição” mostra que maior bancada fica com a presidência da Mesa Diretora

Sem conseguir o consenso esperado em sua futura bancada na Assembleia Legislativa, o PSDB anunciou na tarde desta terça-feira (4) a indicação do deputado estadual Paulo José Araújo Corrêa para disputar a presidência da Casa para o biênio 2019/2021. O parlamentar reuniu três dos cinco votos possíveis em uma disputa que acabou concentrada entre ele e o colega Onevan de Matos, que insistiu até a última hora e teve

apenas o próprio apoio. Felipe Orro não participou do encontro por cumprir compromissos no interior do Estado.

Superada a indicação, Corrêa recebeu o aval tucano para encaminhar a construção de uma chapa que agregue os 13 votos necessários para a eleição da Mesa Diretora –em fevereiro de 2019, logo após a posse dos eleitos–, tendo em seu favor a tradição de a maior bancada eleita no Legislativo também fazer o presidente. Contudo, o número de partidos indica a possibilidade de disputa tanto pelo comando como por outros cargos de direção interna. A primeira secretaria, responsável pela administração financeira da Casa, já interessa aos dois deputados do DEM.

Paulo Corrêa recebeu o próprio voto e o dos colegas Professor Rinaldo, que já havia sinalizado apoio ao agora candidato, e Marçal Filho. Onevan, que não participou do anúncio, esteve no diretório para deixar seu voto, segundo informou o presidente regional do PSDB, o também deputado estadual Beto Pereira. Dirigente tucano, Sérgio de Paula acompanhou o anúncio.

“Em uma decisão que contou com a ampla maioria, foi escolhido pela bancada e será indicado pelo PSDB para disputar a presidência da Assembleia o deputado Paulo

Corrêa. A partir de agora, ele deixa a espera partidária para iniciar as tratativas com os demais partidos para a composição da chapa que, neste momento, ele passa a encabeçar”, destacou Beto, frisando que “a partir de agora ele (Corrêa) comanda o processo dentro da Assembleia Legislativa”.

Compromisso – O presidente ainda destacou que, há duas semanas, os membros da futura bancada tucana fecharam acordo de que, independentemente do resultado da votação, o partido marcharia unido em torno de Corrêa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *