Acordo de cooperação garantirá a instalação de radares na fronteira oeste do Brasil

Um acordo de cooperação para aquisição de radares na fronteira oeste do Brasil foi oficializado nesta sexta-feira, dia 30, com as presenças do governador Reinaldo Azambuja e do Secretário Nacional de Segurança Pública, Brigadeiro João Tadeu Fiorentini.

Os recursos, R$ 140 milhões, serão repassados pelo Ministério da Segurança Pública à Força Aérea Brasileira (FAB), e serão utilizados na aquisição de três radares móveis para detectar aviões do narcotráfico, que voam baixo para fugir da fiscalização. Os radares aéreos de baixa altitude serão instalados em Corumbá, Porto Murtinho e Ponta Porã, com o intuito de acabar com os “pontos cegos” existentes na Linha Internacional.

Desde que assumiu o governo, a questão da segurança na fronteira sempre foi uma prioridade para o governador Reinaldo Azambuja, que cobra da União mais recursos e presença efetiva das forças federais nas fronteiras com o Paraguai e a Bolívia e a “blindagem” dessa região, de onde vêm grande parte das drogas encaminhadas para o restante do País.

De acordo com Secretário Nacional de Segurança Pública, Brigadeiro João Tadeu Fiorentini, os radares vão garantir a fiscalização aérea de até 5.000 pés (1.500 metros de altura). Em altitudes superiores o espaço brasileiro já é 100% protegido, segundo ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *