Hospitais serão obrigados a informar nascimento de Down a entidades e fornecer informações à família

Foi aprovado na Câmara Municipal o projeto de lei do vereador André Salineiro, que prevê duas medidas importantes para impedir diagnóstico tardio da Síndrome de Down e facilitar o primeiro contato entre pais e entidades especializadas. O PL 569/18 obriga os hospitais públicos e privados do município a informarem as entidades o nascimento de portadores da síndrome e também a fornecerem aos pais a lista com dados completos das instituições. As informações serão fornecidas as entidades somente com o aval da família.

Segundo Salineiro, muitos pais desconhecem que há entidades para ajudá-los nesse momento difícil, que é a chegada do filho com Down. “Crianças com Síndrome de Down precisam ser estimuladas desde o nascimento para que sejam capazes de vencer as dificuldades, que a alteração genética impõe. Como têm necessidades específicas de saúde e aprendizagem, exigem assistência profissional multidisciplinar e atenção permanente. Isso só pode acontecer se os pais tiverem o devido acesso as entidades especializadas”, comenta o vereador.

O projeto segue para sanção do prefeito de Campo Grande para então virar lei e vai valer para casas de saúde, santas casas, hospitais filantrópicos, maternidades, clínicas, centros de saúde, postos de saúde e demais estabelecimentos de saúde que realizem serviços de parto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *